Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Novos Baianos Fazem Show de Lançamento de Disco (1977)

Em 1977 os Novos Baianos lançavam o disco "Caia na Estrada e Perigas Ver". Na ocasião, o grupo fez vários shows de lançamento do novo trabalho. Em sua edição nº 14 a revista Música comentou um dos shows, realizado em São Paulo. Abaixo a resenha do show:
" Sempre que os Novos Baianos lançam um disco na praça, tornam-se sucesso e são comentados pela perícia com que lidam com palavras, sons e criatividade. Portanto, este show é um reflexo do lançamento de 'Caia na Estrada e Perigas Ver'. Um disco onde o rock de Pepeu - de longe o nosso melhor guitarrista - está em perfeita harmonia com os chorinhos, baiões, etc. Assim, quem foi ao teatro da PUC viu bem quais são os caminhos abertos para a criação de um verdadeiro rock nacional, patropri.
E o teatro estava lotado, prova que o conjunto tem fãs conscientes do bom trabalho que sistematicamente apresentam. Apesar de incômodo - como são quase todos que apresentam shows musicais -, o TUCA mostrou ter se tornado mais um santuário pop. E para provar isso, os Novos Baianos deram um verdadeiro show. Em todos os sentidos, desde mostra de profissionalismo até uso de recursos bem simples, como percussões típicas, sons simples, como percussões típicas, sons simples e muita animação.
Como sempre, é Baby Consuelo quem lidera o forró. E ninguém mais envolvente do que ela. No vocal, sua voz aparece muito bem, devido ao perfeito domínio - haja vista a rapidez de 'Brasileirinho'.
Quanto a Pepeu - outra peça de destaque no grupo - está cada vez mais tranquilo e dominando a guitarra de maneira serena, consciente, inteligente. É muito rápido e produz sons de efeito entusiasmante. Está se atendo muito às raízes 'blues', emitindo sons agudos e longos, bem como fez Hendrix, vários anos atrás. Isto não desmerece Pepeu, apenas dita sua linha - muito bem escolhida, aliás.
O grupo também mostrou excelente performance. Estão todos unidos há muito tempo, tornando o entrosamento praticamente instintivo. Mesmo em sessões de improvisação, todos mantém a mesma uniformidade, partindo ainda para shows solos, sem contudo quebrar a homogeneidade inicial. Destaque especial para a percussão e bateria, responsáveis por todo o balanço dos Novos Baianos.
Enfim, nestes dias em que o chorinho está com tudo, os Novos Baianos estão mostrando um material bom, em grande estilo. E mais: não se prendendo à marcação tradicional e usando os recursos da eletrônica para dar novas cores ao velho gênero musical.
Terminado o show, o público estava cansado e suado, com as pernas moles, resultado de duas horas de som com um conjunto alegre e comunicativo. Como deve ser um conjunto pop latino-americano."

Nenhum comentário:

Postar um comentário