Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

sábado, 12 de maio de 2012

Ney Matogrosso - Show "Bandido" (1977)

Ney Matogrosso é um dos artistas mais profissionais desse país. Seus shows são detalhadamente estruturados em todos os detalhes: palco, som, iluminação, figurino, etc. Quem já assistiu a algum show de Ney (eu já o assisti duas vezes) sabe que o palco é a sua casa, um lugar que ele domina e se sente à vontade. Isso vem de longe, desde o tempo dos Secos & Molhados, e continuou em sua carreira solo, a partir de seu primeiro show, "O Homem de Nanderthal", em 1975. Esse cuidado se extende a seus discos, cujo repertório é escolhido de forma bem criteriosa. Em 1977 Ney realizou o show "Bandido", baseado no repertório do disco homônimo, um dos melhores de sua carreira. Na ocasião o crítico Eduardo Athayde, do jornal Hit Pop escreveu a resenha abaixo:
"É muito difícil para um artista reproduzir num show o mesmo clima de um disco. Quando não são as dificuldades técnicas, o clima invariavelmente é outro. Estas dificuldades se acentuam mais ainda quando o artista em questão passa a ser Ney Matogrosso. Pois em seu show Bandido no Teatro Ipanema (Rio) é uma agradabilíssima surpresa, não só pela qualidade técnica (som, luz, banda, cenários, etc, como também pela chance que dá a Ney de referendar tudo quanto vinha afirmando de algum tempo para cá. Em seus shows anteriores, Ney pecava por transformar em necessidade quase neurótica a imposição ao público de silêncio e total atenção. O que ele mais desejava era ser levado a sério, no que de mais pejorativo possa ter o significado da palavra. As pessoas deveriam manter rígido controle sobre as emoções para aplaudir tão somente ao fim de cada número. E isto era ruim. Dono de uma voz privilegiada, postura cênica perfeita e senhor dos mais variados recursos de dança moderna, faltava a Ney assumir o deboche. Criativo.
Assim, nesta temporada, uma plateia jovem e entusiasmada tanto delira com as interpretações magníficas de Metamorfose Ambulante, Airecillos, América do Sul, Gaivota, etc., como se diverte (e muito) com o sensual strip-tease ao som de Boneca Cobiçada e com os passeios bem 'teatro de revista', no melhor estilo Cinelândia de Mr. Matogrosso. Esta dosagem entre sério e o deboche fazem de Bandido uma das melhores cosas da temporada."

Nenhum comentário:

Postar um comentário