Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

quarta-feira, 30 de março de 2011

Caetano X Lobão: A Briga Continua


Caetano Veloso e Lobão há muito vivem se debatendo através da imprensa. Lobão, por seu estilo mais provocador, normalmente é sempre quem alimenta essa polêmica, com críticas mordazes ao músico baiano. Caetano costuma respondê-lo, quando responde, com bom humor, dando a entender que não o leva muito a sério. Isso já vem de longa data. Dizem que tudo começou com duas palavras, “lobo bolo”, trecho da música de Caetano “Rock n' Raul”. Lobão ao ouvir a música, no Programa do Jô, sentiu que era com ele, e respondeu de imediato com a música “Para o Mano Caetano”. Em seguida, o que se viu foram seguidas farpas que os dois andaram trocando pela imprensa, como uma crônica escrita por Lobão em O Globo, intitulada “Quero a MPB de 4, Quarteto Fora de Si”, onde cita Caetano no seguinte trecho:
'Caetano com seu jeito santoamárico-provinciano, apadrinha a bossa nova e diz que ela é superior, que João Gilberto é seu ídolo, aquelas coisas dele, né?'
Caetano em seguida responde:
'Quanto a Lobão, vi no GLOBO o que ele escreveu. Um texto péssimo, confuso, querendo usar coisas que seriam bombásticas, mas não resultando bombásticas.”
Às vezes há uma trégua, mas volta e meia uma questão vem à tona, e os dois acabam se debatendo, mas sempre havendo um respeito mútuo, apesar das inúmeras discordâncias, sejam estéticas ou de opiniões.

Uma vez, inclusive, a revista Trip, em sua edição de julho de 2001 reuniu os dois em uma entrevista em um quarto de hotel, quando demonstraram o respeito mútuo que citei acima, e muito bom humor em relação às críticas e bate-bocas que os dois andavam trocando bastante naquele período. Na chamada de capa a revista destacava um trecho da entrevista:
Caetano: “Tenho recebido muitas farpas suas”
Lobão: “Eu queria mesmo sacanear você”
A entrevista não se prende a esse conflito de opiniões. Abrange assuntos gerais, sejam de ordem artística ou política, onde os dois por vezes divergem, porém nem sempre com um tom provocativo. Também se elogiam e reconhecem qualidades no trabalho de ambos. O bom humor é a tônica no encontro dos dois, como nos trechos abaixo:
Caetano: “Pô, Lobão é foda. Aparentemente agressivo comigo, mas tão engraçado!”
Lobão: “Tenho um respeito geriátrico pelo Caetano”

A polêmica entre os dois, que havia dado uma trégua, reascendeu agora com o comentado caso envolvendo um projeto de poesia envolvendo Maria Bethânia, que recitaria um poema por dia durante um ano, usando a internet como veículo, projeto esse que teria recebido do Ministério da Cultura uma verba de R$ 1,3 milhão. Inúmeros protestos quanto à liberação da elevada quantia, em detrimento a outros projetos culturais, foram feitos, inclusive por parte de Lobão. Em sua última coluna dominical em O Globo, Caetano veio em defesa da irmã. Em um trecho de seu texto afirma:
“Toda a grita veio com o corinho que repete o epíteto 'máfia do dendê', expressão cunhada por um tal Tognolli, que escreveu o livro de Lobão, pois este é incapaz de redigir (não é todo cantor de rádio que escreve um 'Verdade Tropical').
Pelo que se vê a polêmica Caetano X Lobão ainda não terminou.

4 comentários:

  1. que lindo! no fundo os dois se amam. sempre soube disso.

    ResponderExcluir
  2. é uma brincadeira entre eles.. agora Lobão X Hebert Viana a coisa é feia

    ResponderExcluir