Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Revistas Legais - Rock In Especial Janis Joplin


Em 1993 a pequena editora Nova Sampa, que publicava revistas sobre música, lançou uma edição especial de uma de suas publicações - Rock In - sobre Janis Joplin. A revista traz uma biografia da cantora, além de discografia comentada, filmografia, bibliografia e muitas fotos, algumas bem antigas, de antes de sua explosão, que aconteceria inicialmente no festival Monterey Pop, em 1967.
A vida de Janis já é bem conhecida - seus excessos, sua carreira, sua vida conturbada, repleta de álcool, drogas e sexo.
A revista também destaca várias frases ditas por Janis em suas entrevistas, e que servem para traçar um perfil de sua personalidade, como por exemplo:
"Não sei se estou sendo insensível se disser que o blues negro é sempre baseado na 'falta de':'Estou triste porque não tenho mulher nem dinheiro, nem isto nem aquilo'. Não é o que falta que te faz infeliz, mas sim o desejo específico por algo que você não pode ter; é o querer. O que você gostaria que fosse e que te faz infeliz, que traz o vácuo e o vazio. É por isso que eu bebo."
"No palco eu faço amor pra 25 mil pessoas diferentes, depois vou pra casa sozinha."
"Eu vou continuar'rocando', porque se eu começar a economizar pedacinhos de mim desse jeito, cara, não vai sobrar nada pra Janis."
"Vivo para o momento das apresentações, cheia de emoção e excitação, como que esperando por alguém a vida inteira."

Em sua filmografia são destacados o documentário sobre o Monterey Pop; outro documentário: Janis, de 1975, que assisti em 1977 no cinema e nunca mais revi; e A Rosa, que é um filme de ficção, cuja personagem principal , interpretada por Beth Midler, é baseada em Janis.
A revista é bem informativa, e é um bom ítem de colecionador para quem se interessa pela história do rock e do blues, dos quais Janis Joplin foi um de seus mais importantes personagens.

2 comentários:

  1. Download do Documentário - Janis - http://bit.ly/ND975b

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Rogério. Assisti aesse dovumentário no cinema. Irei baixar.

    ResponderExcluir