Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

sábado, 23 de outubro de 2010

Revistas Legais - As Melhores Bandas de Rock de Todos os Tempos


A revista Somtrês era uma publicação voltada a música e equipamentos, e era editada por Maurício Kubrusly, aquele mesmo, que faz matérias para o Fantástico. A revista surgiu em 79, e em 81 levou às bancas um número especial, encomendado ao casal de jornalistas musicais Ana Maria Bahiana e José Emílio Rondeau. A sugestão apresentada ao casal era escolher e apresentar um texto sobre aquelas que os dois consideravam as dez melhores bandas de rock de todos os tempos. A revista chegou às bancas trazendo ainda de brinde uma fita cassete virgem. Um texto de apresentação escrito por Ana Maria e José Emílio, em forma de diálogo, revelava o critério usado na escolha. Bandas clássicas, como Beatles, Stones, Led, The Who, Cream, Pink Floyd, que marcaram a história do rock não podiam ficar de fora. Nesse critério, para justificar algumas ausências, eles argumentaram que preferiram destacar bandas em que o sentido coletivo fosse mais presente, daí, por exemplo, a ausência do The Doors, que segundo eles girava em torno de Jim Morrison. Nesse critério, por exemplo, também se aplica o caso do Jimi Hendrix Experience. A escolha final é mostrada no índice da revista.


É lógico que sempre haverá discordâncias. Eu não escolheria, por exemplo, o Sex Pistols (que inclusive é estampada na capa), embora reconheça a importância da banda como deflagradora de um movimento revolucionário, o punk rock. Aliás, esse foi o argumento usado por eles para incluir a trupe de Johnny Rotten e Sid Vicious. Porém a inclusão do Traffic, uma banda não tão badalada, e normalmente esquecida nesse tipo de listagem, representa uma vertente do rock formada por bandas que não fizeram tanto sucesso comercial, mas que trazem uma bagagem musical da melhor qualidade. A inclusão do quarteto Crosby, Stills, Nash & Young também traz um peso positivo para a publicação.
O que valoriza a revista principalmente é o excelente texto, de dois jornalistas que conhecem de música. Ana Maria Bahiana é na minha opinião, uma das melhores jornalistas musicais que conheço, apesar de ultimamente estar se dedicando mais a falar de cinema. Conheci o texto de Ana Maria na excelente revista Rock, A História e A Glória, dos anos 70. José Emílio eu também devo ter conhecido naquele período, através de publicações musicais que eu lia. O casal, morou ou ainda mora em Los Angeles, e seu envolvimento em crítica cinematográfica acabou os levando a dirigirem um filme, 1972 - onde o rock e a imprensa marginal, vivenciada in loco por ambos, é pano de fundo para a história contada no roteiro.
Essa é mais uma boa revista que guardei para a posteridade.

15 comentários:

  1. Ficou uma gafe famosa:
    na matéria dos Sex pistols, quase todas as fotos publicadas são do Clash.

    ResponderExcluir
  2. Lembro dessa revista porque tive ela. Adquiri em 1982 . Muito bacana pra mim , porque direcionou muito do meu conhecimento musical - Dessas 10 bandas tenho coleções completas de 9 delas. Antes dessa revista eu comprava discos por indicação de amigos e por audição.Entrava nas lojas e ficava ouvindo , ouvindo ... até ser expulso , pois nem sempre comprava .E quando comprava,nem sempre acertava .Foram algumas vezes que tive que voltar na loja pra negociar uma troca.
    Naquele tempo não tinha a moleza da internet de hoje , MP3 , youtube .Essas revistas quebravam um galhão .Conheci muita coisa via Ana Maria Bahiana ,José Emílio Rondeau , Valdir Montanari (até comprei uns LPs deste). Tempo bom. Bacana rever esta capa. Deu saudade.

    ResponderExcluir
  3. Legal que essa postagem lhe tenha feito relembrar um tempo bom. Também me guiei muito pelos comentátios de pessoas que sei que detinham um grande conhecimento. Essa revista , assim como tantas outras que às vezes destaco aqui no blog, representam uma ótima fonte de informação.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Valeu , Marcio , grato pela atenção . Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Muito boa essa revista. Eu tinha, e me lembro como hoje. Lembro também que não concordei com a escolha de algumas bandas. Mas resumindo:o texto era maravilhoso!!!

    ResponderExcluir
  6. Eu tinha essa revista. Gostaria, se possível, que você postasse aqui aquela foto do Pink Floyd que abre a matéria a respeito deles. Agradeço muito.

    ResponderExcluir
  7. Dentro da revista havia uma foto do Pink Floyd (Roger Waters e companhia erguendo os braços). É a primeira foto, abrindo a matéria sobre eles. Se você ainda tiver essa revista, seria possível postar essa foto aqui? Grato.

    ResponderExcluir
  8. Em 1982 0 heavy metal vivia sua fase áurea e, na
    minha opinião,essa publicação apenas copiou o que publicações anteriores dos anos 70 como Rock
    Espetacular, Pop e Musica já haviam saturado de
    mostrar.Quer dizer, foi chover no molhado, lite-
    ralmete.Deveriam mostrar Judas Prist,Saxon,Iron
    Maiden,Motorhead,Tygers Of Pan Tang,Samson,Venom
    Def Leppard,Accept e o Picture.E por fim,mudaria
    o título para AS MAIORES BANDAS DE HEAVY METAL DO PLANETA, com o grande Judas Priest na capa e
    a fita cassete de oferta.Isso sim que deveria ser uma revita de Rock daquele início dos anos 80,e não ficar cultuando uma mesmisse já cançada
    e exposta a exaustão.Nota 0 prá essa revistinha.

    ResponderExcluir
  9. Ratificando: eu falei 1982,mas foi no final de
    1981 que esta revista foi lançada onde nessa é-
    poca,o Heavy Metal também vivia sua fase áurea
    como em 82.Eu dei nota 0 e a chamei de revisti-
    nha,não foi com a intenção de ofender a ninguém
    pessoalmente muito menos de ser do contra,chato
    ou negativo.Foi porque, prá mim pessoalmente,ela
    não trouxe novidade alguma,não me acrescentou em
    nada mesmo, entenderam? Foi uma opinião pessal!
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Heavy Metal na época era um estilo novo, as bandas não eram clássicas, agora que já se passaram mais de 30 anos, com certeza entraria em uma lista dos 10 melhores.

      Excluir
  10. Li o editorial dos autores da revista. Os critérios de seleção das 10 bandas são bons, mas Traffic deveria ter ficado de fora, assim como Crosby, Stills, Nash & Young. Faltaram Creedence, Black Sabbath, Deep Purple e The Doors. Os autores escreveram que "os Doors são Jim Morrison" provando que não sacam nada de música. Ray Manzarek é um dos maiores músicos dos anos 60, John e Robby não ficam muito atrás. Mas a revista é legal, parabéns pela postagem.

    ResponderExcluir
  11. Sim, esse tipo de listagem é bem pessoal, e falar de apenas dez bandas, sem dúvida, deixam muita coisa boa de fora.Mas concordo que a revista é legal. Abraço

    ResponderExcluir
  12. Olá não teria como digitalizar a revista.

    ResponderExcluir
  13. Posso até tentar, mas melhor que isso, há um exemplar dessa revista para vender no Mercado Livre

    ResponderExcluir