Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Preciosidades em Vinil - Frampton Comes Alive (1976)


Em 1976 Peter Frampton lançaria um álbum ao vivo que faria um sucesso estrondoso. Frampton Comes Alive virou um fenômeno de vendas, mesmo se tratando de um álbum duplo, portanto, mais caro. Com uma vendagem estimada em 16 milhões de cópias, e execução maciça nas rádios, o disco elevaria Frampton à condição de maior megastar surgido na segunda metade da década de 70, e o disco ficaria em primeiro lugar nas paradas durante 10 semanas. Gravado em São Francisco entre março e novembro de 1975, Frampton Comes Alive capta toda a energia de suas apresentações, e emplacou sucessos como Baby, I Love Your Way e Show Me The Way. Outras músicas também se destacaram, como Somethin's Happenin e Do You Feel Like We Doo, que traz efeitos de talkbox, aquele aparelho que através de um tubo que liga a guitarra à boca de quem toca, permite que efeitos vocais saiam através da guitarra, como se ela reproduzisse a voz humana. Jupin' Jack Flash, dos Stones é outra que se destaca no repertório do disco. Em qualquer festinha que rolasse na época, Frampton Comes Alive era um ítem obrigatório, tamanho o sucesso que o disco fazia entre a galera.
A imagem bem apessoada de Frampton - cara de garoto, cabelos longos e louros e um visual saudável, ajudaram no sucesso do então novo astro da música americana, apesar de ele já ter na época um bom tempo de estrada, como membro da banda Humble Pie, e mesmo em sua carreira solo anterior ao álbum.
Curiosamente, o sucesso sem precedentes de Peter Frampton - só quem viveu a época para saber a dimensão - durou pouco. Seu álbum seguinte, I'm You, apesar da grande promoção e expectativa gerada pelo fato de ser o sucessor de um álbum tão elogiado e de sucesso, não conseguiu nem de longe repetir o feito alcançado por Frampton Comes Alive. Em pouco tempo, e aos poucos, Peter Frampton foi sumindo da mídia, seus shows se escassiando, e em menos de dois anos, ele já não era o astro de maior sucesso mundial que havia sido. Porém, seu trabalho não perdeu a qualidade.

Em 1982 Peter Frampton, veio pela primeira vez ao Brasil, e eu tive a oportunidade de assisti-lo em um show no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro,como comprova o ingesso, que guardo até hoje. Foi um grande show, com o ginásio lotado. Logicamente o repertório de Frampton Comes Alive ganhou grande destaque no show, além de trazer outras músicas de seu repertório. Aquele foi o primeiro show internacional que assisti, e posso dizer que valeu a pena me deslocar até o Rio especialmente para assisti-lo.
Apesar desse disco ter sido muito marcante em minha juventude, só fui adquiri-lo recentemente, através de um amigo que está se desfazendo de seus discos de vinil. Eu apenas tinha uma fita cassete gravada nos anos 80, e havia baixado um arquivo em mp3 do álbum. Mas me faltava tê-lo no formato original em que foi lançado, em vinil. A foto da capa, que ilustra essa postagem, preferi tirar com álbum aberto, onde ele aparece de corpo inteiro, uma arte gráfica que não se encontra nas versões em cd, por razões óbvias.

12 comentários:

  1. Caro Marcio,o Peter Frampton já tinha vindo em nossa terrinha nos anos de 1980 e 1981,inclusive
    esse último,a tv Bandeirantes transmitiu e eu as
    siti aqui em Recife.O show de 82,o terceiro que
    o cara fez por aqui,também foi transmitido pela
    Band dias antes do natal daquele ano,anunciou,só
    que a desgraça da tv local daqui que retransmi -
    tia a programação da Band simplesmente colocou
    jogo de futebol(local,é claro)em seu lugar.A mes
    ma coisa aconteceu em relação ao Van Halen em Ja
    neiro de 83.Naquelas épocas remotas,era muito di
    fícil ser Rockeiro aqui na Veneza Brasileira.

    ResponderExcluir
  2. Não me lembrava dessa passagens de Peter Frampton por aqui. Em 82 o show aconteceu em novembro, e eu assisti no Maracanãzinho, no Rio. Realmente, as tvs locais que retransmitem as grandes redes, às vezes mudam a programação por sua conta, e muitas vezes frustram os espectadores. Também já passei por coisas semelhantes. Obrigado pela informação.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Caro Márcio,obrigado de coração por ter me res -
    dido.Prá cofirmar o que eu falei,existe um disco
    de vinil,talvez raro de se encontrar,chamado ape
    nas de Peter Frampton(não me lembro se o mesmo
    possui título),capa em preto e branco e com suas
    iniciais em vermelho graudo.Logo abaixo do nome,
    tá escrito algo como `Special From Brasil 1980`
    (não confundir com a coletânea Special,lançada
    la Opus Columbia em 82,onde cometeram o sacrilé-
    gio de capar a música Breaking All The Rules pe-
    la metade).È só procurar nos sebos e lojas espe-
    cializadas ai do Rio.

    ResponderExcluir
  4. Ò disco em questão chama-se Rise Up,contendo ape
    nas oito faixas e somente foi lançado no Brasil
    em decorrência do primeiro show que o Peter Fram
    pton fêz por aqui.Na capa em preto e branco,tem
    um balão amarelo com letras vermelhas que diz `
    Lançamento especial para a tournée no Brasil Ou-
    tubro 1980`.Deve ser uma coletânea caça-níquel como muitas que já saíram por aí,mas tem o seu valor histórico prá fãs e colecionadores.

    ResponderExcluir
  5. Acho que sei de que disco se trata. Antes, quando vinha algum astro ou banda internacional, as gravadoras costumavam lançar um disco especial aproveitando o evento. Isso também aconteceu por conta de uma vinda do Genesis ao Brasil em 1977. Obrigado pela informação. Abraço

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Fui ao show do Rick Wakeman no Maracanãzinho nessas épocas e não recordo a data que aconteceu. Algum de vocês pode refrescar minha memória. Acho que foi no início dos anos 80.
    José Aurélio,
    Valeu.

    ResponderExcluir
  8. Rick Wakeman deu um grande show no Brasil em 1975. Talvez seja a esse show que vc se refere. Abraço

    ResponderExcluir
  9. Tive o prazer de assistir tbm o show memorável de Peter Frampton no Maracanãzinho nos anos 80!!! Inesquecível!

    ResponderExcluir
  10. Tive o prazer de assistir tbm o show memorável de Peter Frampton no Maracanãzinho nos anos 80!!! Inesquecível!

    ResponderExcluir