Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

domingo, 6 de dezembro de 2009

Millôr Fernandes- Um escritor sem estilo


Millôr Fernandes é um de nossos gênios, uma daquelas cabeças privilegiadas que todo país precisa ter pra se orgulhar depois. Acompanho o trabalho de Millôr, creio que até antes de aprender a ler, pois sempre adorei seus desenhos, e olhava as ilustrações de seus textos que saiam em sua coluna de humor Pif-Paf, na revista O Cruzeiro. Uma de suas frases geniais, por sinal, faz referência ao ato de desenhar: "Viver é desenhar sem borracha".
Passei a admirar seu texto, e continuei acompanhando seu trabalho ao longo dos anos, no Pasquim, Veja, JB, O Dia, etc, etc. Uma de suas séries de frases mais interessantes é uma chamada Provébios Prolixados, em que ele pega vários daqueles ditados bem conhecidos e os reescreve de uma forma incompreensível para quem os lê. Eis alguns exemplos:
"A substância insípida, inodora e incolor que já se foi não é mais capaz de comunicar movimento ao engenho de triturar cereais" (Águas passadas não movem moinhos)
"O artífice que fabrica cabaz fundo, é capaz de fabricar vinte vezes o quíntuplo disso" (Cesteiro que faz um cesto faz um cento)
"De unidade de cereal em unidade de cereal a ave de crista carnuda e asas curtas e largas da família das galináceas abarrota a bolsa que existe nessa espécie por uma dilatação do esôfago e na qual os alimentos permanecem algum tempo antes de passarem à moela" (De grão em grão a galinha enche o papo)
"O Espírito das Trevas não é tão destituído de encantos e graças físicas quanto se o representa por meio de traços e cores" (O diabo não tão feio quanto se pinta)
"Quando o sol está abaixo do horizonte a totalidade dos animais domésticos da família dos felídeos são de cor mescla entre branco e preto" (À noite todos os gatos são pardos)
"Aquele que se deixa prender sentimentalmente por criatura destituída de dotes físicos e encanto ou graça, acha-se dotado desses mesmos dotes que outros não lhe veem" (Quem ama o feio, bonito lhe parece)
"A criatura canonizada que vive em nosso próprio lar não é capaz de produzir feito extrordinário que vá contra as leis fundamentais da natureza (Santo de casa não faz milagre)
"O traje característico que usa não identifica fundamental a pessoa que, por fanatismo, misticismo ou cálculo, se isola da sociedade, levando vida austera e desligada das coisas mundanas (O hábito não faz o monge)

Um comentário:

  1. Ah! Eu amo o Millôr! Por causa dele ue acabei me interessando pelo Twitter. Veja umas frases dele por lá, muito interessante.beijos

    ResponderExcluir