Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Belchior Lança Todos Os Sentidos - 1978


A partir de 1976, quando lançou o disco Alucinação, Belchior se tornou um dos artistas mais populares do Brasil. Naquele mesmo ano, antes de seu disco ter sido lançado, Elis Regina gravara Como Nossos Pais e Velha Roupa Colorida, composições suas, em seu disco Falso Brilhante, chamando a atenção para o nome daquele cearense, ex-estudante de medicina, que já tinha em seu currículo um disco lançado e um primeiro lugar em um festival universitário de música.
Alucinação fez um sucesso estrondoso,e impulsionou sua carreira. No ano seguinte lançaria Coração Selvagem, e em 1978 seria a vez de Todos os Sentidos. O jornal Hit Pop, complemento da revista Pop, trazia em seu número 69, uma matéria sobre o lançamento desse disco, que estava saindo do forno. A matéria, intitulada "Selvagem, Sensual. É o Novo Belchior" dizia:
"Impressionado com as condições de trabalho do músico norte-americano ('Eles têm o tempo que quiserem para fazer uma gravação de qualidade, além de ganharem bem e terem seus direitos profissionais garantidos'), Belchior voltou dos EUA entusiasmado com o trabalho feito na mixagem de seu quarto LP, que já está pintando nas lojas.
'O esquema, lá, me fez lembrar imediatamente aquela famosa frase de Miles Davis durante uma gravação. 'Que maravilhoso país o nosso, onde se podem contratar quarenta músicos para tocar um uníssono!'

Nos States, Belchior encontrou-se com Ney Matogrosso - que também foi mixar um novo disco, onde está incluída uma canção de Belchior em parceria com seu pianista Tuca -, mas não fez nenhuma apresentação. 'A Warner está estudando a possibilidade de lançar um disco meu por lá, mas existe um problema sério: a tradução das letras, que são o forte de minhas músicas. Para fazer uma adaptação ruim, onde as coisas que digo percam a força, não vale a pena.'
E nas dez canções que integram seu novo disco (o nome do LP será Todos os Sentidos), ele deixa bem clara essa constante preocupação com as letras - como esta, por exemplo: 'Cantar não é cantar/cantar é fazer, refazer/deixa esta deixa no ar/é possível apressar o amanhecer...' Cantando ele diz o que quer e sente, e só vê o seu canto como uma forma de provocar reações e mudanças.
No novo disco, a maior e mais ousada inovação é a música Corpos Terrestres, onde a letra, totalmente inspirada em trechos bíblicos, é cantada em latim puro - embora a melodia nada tenha de sacra, como poderia esperar: é bem no estilo discothèque, com participação até das Frenéticas!

Sensual, no entanto, promete ser a faixa mais forte do disco, com uma letra que, segundo Belchior, 'visa as raízes do humano, ao falar do prazer e da sexualidade'. Neste trecho da música fica muito claro:'...quando eu cantar/quero deixar você molhada de amor/e por favor não vá pensar/que é só a noite ou o calor/quero ver você ser/inteiramente tocada/pelo sal da saliva/a língua, o beijo, a palavra...'
Para Belchior, essa preocupação com a vida - não no sentido de desafiá-la, mas de uma maneira até lúdica, como parte de um divertimento bom - já aparecia de maneira clara em Na Hora do Almoço, música com a qual ele participou do Festival Universitário da Canção, promovido pela TV Tupi, em 1971, e que volta, regravada, neste novo disco: '... e eu ainda sou bem moço/pra tanta tristeza/deixemos de coisas/cuidemos da vida/senão chega a morte/ou coisa parecida/e nos arrasta moço/sem ter visto a vida/ou coisa parecida...'
No ano passado, Belchior fez aproximadamente 130 shows em todo o país; e, para ele, este contato direto com o público é, sem dúvida, o aspecto mais gratificante de toda a sua atividade como artista.
Assim, depois de lançar seu disco e de se apresentar por dois meses no Rio de Janeiro e São Paulo, ele iniciará uma excursão por todo o país, a partir de setembro, na qual já estão previstos oitenta shows.
Nessa saída que pretende fazer para a estrada, Belchior vai utilizar o ônibus de equipamentos de Gilberto Gil (que viajou para os Estados Unidos) e no roteiro da excursão estão incluídas as capitais e muitas cidades do interior, pois ele acha que seu trabalho deve chegar a todas as pessoas.
'Não pretendo ter um só público. O homem é que conquista sua liberdade e seu meio de expressão, em qualquer lugar.'"

Um comentário: