Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

domingo, 6 de janeiro de 2013

Revista Violão Guitarra Especial Beatles (1977)

Em setembro de 1977 a revista Violão Guitarra publicou uma edição especial sobre os Beatles. Na capa trouxe uma reprodução adaptada da antológica capa do disco Sgt Peppers, com fotos de astros do rock, como Led Zeppelin, Santana, Stevie Wonder, Robin Trower, Eric Clapton, John Mclauglin, Jimi Hendrix, The Who, dentre outros. São 66 páginas de um excelente material, fartamente ilustrado com ótimas fotos, e muito texto, além de um poster especial. No ano de sua publicação, e pode-se dizer até o fatídico dia 8 de dezembro de 1980, quando John Lennon foi assassinado, havia no ar uma esperança, próxima ou distante, dependendo de evidências ou da crença de cada um, que a banda voltasse a se reagrupar, mesmo que só pra fazer alguns shows. Por isso é interessante ver um anúncio que aparece na primeira contracapa, do sabonete Sândalus, onde se lê: "John, Paul, George, Ringo. Façam com Sândalus: voltem". O sabonete após sair do mercado voltava a ser fabricado, e aproveitava o tema da revista para fazer seu anúncio. Infelizmente, a banda não seguiu o exemplo.
O texto, pesquisas, concepção da capa, diagramação e pesquisa fotográfica ficou a cargo de Peninha Smith, que fez um excelente trabalho. A história da banda é contada desde seu início, em Liverpool, com muitas citações, e trazendo sua trejetória, desde seus primeiros shows, com a formação original, as apresentações no Cavern Club, as primeiras viagens, como a excursão a Hamburgo, na Alemanha, etc. O início do fenômeno que ficou conhecido como Beatlemania é assim descrito:
"Quem não esteve presente dificilmente pode imaginar o que foi um concerto dos Beatles. Um jornalista americano infiltrou-se na multidão de garotas histéricas ou rapazes excitados: desde os tempos de Rodolfo Valentino, todos os astros criados pelos meios de comunicação tiveram sua corte de adoradores.Garotas chorando ou multidões rasgando a roupa do ídolo sempre fizeram parte do estrelato. Mas a beatlemania foi bem mais longe que isto (...)"
Cada disco lançado pela banda é descrito e analisado, com faixas comentadas, repercussão, polêmicas, importância, e tudo referente ao álbum, além de alguns comentários dos próprios integrantes da banda. Algumas letras são destacadas e traduzidas.
Dentre os comentários sobre determinadas músicas, alguns destaques, como por exemplo, Lennon, sobre Day Tripper  : "Esta foi uma música a respeito de drogas. Gostei da expressão (day tripper: viajante diurna). Help: "É uma das músicas de que mais gosto porque eu queria dizer exatamente aquilo. A melodia é tão boa agora quanto na época. Não ficou diferente e isso me faz ficar seguro quando vejo que eu era tão sensível, ou até mesmo insensível, mas que era consciente de mim mesmo. Era eu cantando 'Help' e eu falava a verdade. Eu não gosto tanto da gravação quanto da música. A gente a fez muito correndo, tentando ser comercial. Também gosto de I Want To Hold Your Hand. Nós, Paul e eu, escrevemos juntos, é uma melodia muito bonita. Eu poderia fazer I Want To Hold Your Hand e Help de novo, porque gosto delas. Eu as canto, são o tipo de música que eu canto".
Sobre o álbum Sgt Pepper's Lonely Hearts Club Band, a revista destaca:
"Sem sombra de dúvida, este foi a maior conquista técnica dos Beatles, à qual dedicaram nove agonizantes meses e muito, muito dinheiro. O disco foi gravado em 4 canais, o que pode ser considerado uma façanha incrível, quando se faz uma colagem de música, palavras, vozes de fundo, expressões místicas, efeitos orquestrais, sinos alucinógenos, sons de animais domésticos, observações sociais e visões apocalíticas (...)".
A morte do empresário da banda, Brian Epstein, em 67, também ganhou um destaque na revista: 
"Em agosto de 67, foi publicado em vários jornais que o Maharish (guru indiano) estava em Londres e faria conferências públicas. George entrou em contato com os outros e todos compareceram à palestra. Mais tarde, o Maharish convidou-os para a conferência de seu movimento a ser realizada em Bangor (País de Gales). Eles aceitaram o convite. Falaram a Brian  e este se mostrou interessado. Disse que se juntaria a eles mais tarde, que queria descansar um pouco antes disso.
A imprensa divulgou esta viagem dos Beatles e o alarma foi enorme. O que eles pensaram ser uma experiência espiritual acabou se transformando num carnaval, a estação ficou lotada de fãs, a ponto de Cinthia, mulher de John, não ter conseguido tomar o trem, por ter sido confundida pelos policiais, como mais uma admiradora. No trem, estavam John, George, Patty (esposa de George), Ringo, Mick Jagger e a irmã de Patty.
Aparentemente, dependiam muito de Brian, mas, na realidade, era o contrário. Brian dependia deles. Foi durante esta viagem que Brian morreu. Foi encontrado morto em seu quarto. O resultado do exame realizado em seu corpo mostrou que a morte havia sido causada por excesso de calmantes, não uma dose excessiva, mas de grandes doses tomadas sem o devido cuidado. A morte de Brian foi declarada como acidental por um juiz após as investigações, mas atualmente todos referem-se a ela como suicídio".
Vários outros fatos e personagens ligados à banda (além de Brian Epstein) também ganham destaque especial, como o produtor e arranjador George Martin, considerado com justiça como "o quinto beatle". A carreira solo dos quatro ex-integrantes da banda também é destacada, tornando a revista bastante informativa. Creio que essa foi a primeira grande revista especial sobre os Beatles publicada no Brasil. Muito material sobre a banda foi publicado depois; revistas, livros, revistas-poster, etc, mas essa edição de 77 da revista Violão Guitarra deixou sua marca.

4 comentários:

  1. Eu tive um exemplar dessa revista, infelizmente eu a perdi em alguma mudança de residência. Me lembro que havia algumas músicas cifradas para tocar no violão, como por exemplo: A introdução dos acordes de guitarra de Eight Days A Week, partes de And Your Bird Can Sing, os arranjos de violão de Dear Prudence (6ª corda afinada em Ré), Julia (capotraste na 2ª casa), o arranjo exato de Blackbird explicando que a 2ª corda (Sol) é tocada em todos os acordes, o arranjo de baixo da música If I Needed Someone... era realmente uma publicação excelente e pra mim, que na época estava aprendendo a tocar violão e queria tocar músicas dos Beatles, essa revista foi um verdadeiro songbook deles.

    ResponderExcluir
  2. Tenho este exemplar lacrado com poster e paleta - brinde.

    ResponderExcluir
  3. Tenho este exemplar lacrado com poster e paleta - brinde.

    ResponderExcluir