Palavras Domesticadas

Palavras Domesticadas

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Jards Macalé - Show Contrastes (1977)

Em 1977 Jards Macalé lançava o LP Contrastes, um disco com muitas novidades e experimentações. Após três anos sem gravar - o seu disco anterior, Aprender a Nadar, havia sido lançado em 1974 - Macalé voltava aos palcos com o repertório do novo disco. Lembro de em março do ano seguinte ter assistido a um show de Macalé, trazendo uma boa parte do repertório de Contrastes. Em agosto de 77, a revista Música trazia uma resenha do mais recente show de Macalé:
"No palco do Teatro Tereza Rasquel no Rio, apenas com seu violão e dois microfones, totalmente despojado de artifícios, o carioca Jards Macalé, durante a temporada do seu show 'Contrastes', conseguiu se impor, graças ao seu talento e à sua nunca esgotada criatividade, como um dos melhores representantes do que atualmente está acontecendo de bom na música brasileira.
Acontece que ele não queria montar apenas mais um show, quer dizer, fazer um grupo, ensaiá-lo musicalmente direitinho e subir a um palco para fazer formalmente um espetáculo, com roteiro definido e coisa e tal. Ele preferiu ficar livre e deixar que fluíssem dentro de sua cabeça as experiências acumuladas nesses últimos anos, não só no campo da música, mas através do trabalho e do contato com pessoas do teatro, artes plásticas, cinema, uma porção de coisas. Então, foi tudo isso que procurou levar para o palco, encontrando na pobreza cênica uma das soluções para poder continuar autoproduzindo seu próprio trabalho.
'É, a pobreza é a solução, o cinema já optou por ela há séculos e o teatro também a ela tem recorrido muitas vezes', diz Macalé. 'A gente fica tentando imitar sempre as coisas externas, fica sempre querendo fazer grandes espetáculos, fica concorrendo até com essas coisas externas. Aí pensei: como é que eu vou concorer com o Genesis? Só se eu me suicidasse em cena, mas isso, é lógico, jamais faria. Então a única maneira de eu concorrer com o Genesis é sendo sincero e absolutamente honesto comigo, com o meu trabalho, com as pessoas e, principalmente com o público'." 

Nenhum comentário:

Postar um comentário